FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Ranitidina

Ranitidina

(Oral; Injetável) (substância ativa)

Referência: Antak (GlaxoSmithKline)

Genérico: assinalado com G

Similar: Label (Aché); Logat (Libbs); Pylorid (GlaxoSmithKline); Ranidin (União Química); Ranitil (EMS); Ulcoren (Medley); Zadine (UCI); Zylium (Farmasa)

 

cloridrato de ranitidina equivalente a ranitidina 

Uso oral

Comprimido 75 mg

Comprimido 150 mg: Antak; G

Xarope 75 mL/5mL: Antak; G

Comprimido 300 mg: Antak; G

Comprimido efervescente 150 mg: Antak

Comprimido efervescente 300 mg: Antak

 

Uso injetável

Injetável 50 mg/2 mL: Antak; G

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C). Não congelar.

Proteção à luz: sim, necessária.

Aparência da solução: incolor a amarelo.

 

citrato de bismuto ranitidina

Uso oral

Comprimido 400 mg: Pylorid

 

O que é

antiulceroso [aminoalquilfurano (derivado); antagonista dos receptores H2 da histamina].

 

Para que serve

esofagite de refluxo; síndrome de Zöllinger-Ellison; úlcera de estômago; úlcera de duodeno.

 

Como age

inibe a produção da secreção ácida, ligando-se aos receptores H2 da histamina nas células parietais do estômago.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de Ranitidina.

•não tomar antiácido que contenha magnésio junto com a Ranitidina (se necessário, usar hidróxido de alumínio).

•comprimido efervescente: dissolver completamente em água (mínimo de 75 mL) antes de ingerir.

Adultos

úlcera de estômago; úlcera pós-operatória: 150 mg, 2 vezes por dia (ou 300 mg em dose única, à noite).

prevenção da úlcera duodenal: 150 mg, 2 vezes por dia, junto com medicação anti-inflamatória não esteroide.

úlcera de duodeno: 300 mg, 2 vezes por dia, durante 4 semanas; depois 150 mg, ao deitar, como manutenção, por mais 4 semanas.

esofagite de refluxo: 150 mg, 2 vezes por dia ou 300 mg à noite; nos casos severos, 150 mg, 4 vezes por dia, durante 8 semanas.

síndrome de Zöllinger-Ellison: 150 mg, 3 vezes por dia; alguns casos graves já exigiram até 6 g por dia.

Idosos: problemas específicos não documentados.

Crianças

úlcera gástrica ou duodenal: 2 a 4 mg por kg de peso por dose, 2 vezes por dia (não ultrapassar 300 mg por dia).

esofagite de refluxo: 2 a 8 mg por kg de peso por dose, 3 vezes por dia.

 

Uso injetável – Preparação

Ranitidina (solução) 50 mg/2 mL – Via intramuscular

Estabilidade após aberto: 24 h, protegido da luz.

Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

Ranitidina (solução) 50 mg/2 mL – Via intravenosa direta

Estabilidade após aberto: 24 h, protegido da luz.

 

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: 20 mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% ou com Glicose 5%

temperatura ambiente (15-30°C): 48 h, protegida da luz.

Não utilizar se houver alteração de cor ou se contiver precipitado.

Tempo de injeção: pelo menos 5 minutos.

 

Ranitidina (solução) 50 mg/2 mL – Infusão intravenosa

Estabilidade após aberto: 24 h, protegido da luz.

 

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: pelo menos 100 mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% ou com Glicose 5%

temperatura ambiente (15-30°C): 48 h, protegida da luz.

Não utilizar se houver alteração de cor ou se contiver precipitado.

Tempo de infusão: 15 a 20 minutos (5 a 7 mL/minuto).

 

Uso injetável – Doses

• doses em termos de Ranitidina.

Adultos

50 mg cada 6 a 8 horas, via intramuscular ou via intravenosa.

Crianças

úlcera gástrica ou duodenal: 2 a 4 mg por kg de peso por dia, por infusão intravenosa.

esofagite de refluxo: 2 a 8 mg por kg de peso por dose, 3 vezes por dia, por infusão intravenosa.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe B

 

Amamentação

eliminado no leite. Problemas não documentados.

 

Não usar o produto

alergia ao produto; porfiria (pode iniciar um ataque agudo); criança menor de 1 mês de idade.

 

Avaliar riscos x Benefícios

função renal diminuída; função hepática diminuída; idoso; paciente debilitado; doença pulmonar crônica; diabetes mellitus; imunocomprometido; paciente que esteja sob diálise.

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

coceira ou queimação no local da injeção; dor de cabeça; dor no local da injeção.

 

Atenção com outros produtos

A Ranitidina

•pode ter sua absorção alterada por: antiácido.

•pode diminuir a ação de: diazepam.

•pode aumentar a ação de: procainamida; sulfonilureia (glipizida); varfarina.

•pode diminuir a ação de: cetoconazol; itraconazol.

 

Outras considerações importantes

•evitar: fumo; bebida alcoólica; alimento que irrite o aparelho digestivo; ácido acetilsalicílico; bebida contendo cafeína.

REMÉDIOS COM RANITIDINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Antagon
Antidin
Label
Label Comprimidos
Logat
Neozac
Raniclor
Ranidina
Ranitidin
Ranitil
Ranition
Tazepin
Ulcerocin
Ulcoren
Ultidin
Zadine
Zylium

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal