FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Apneia do Sono e Fibrilacao Atrial" obteve 14 resultados.

Página:  de 2

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

... função renal antes do início do tratamento e uma a duas vezes durante o ano – ver Apêndice D). – idosos, especialmente acima de 80 anos (é maior o risco de acidose lática pela redução da função renal). – ingestão excessiva de álcool, distúrbios hepáticos (ver Apêndice C), hipoxemia, desidratação e septicemia (condições que elevam o risco de acidose lática). – durante infecçõe......

Ver Índice

21/10/2014

Revisões Internacionais

Hipertensão – Gary L. Schwartz

... ou exatamente no orifício. A prevalência da DARA aumenta com o avanço da idade, sendo comum entre pacientes idosos hipertensos, especialmente naqueles com diabetes ou aterosclerose em outros leitos vasculares. A maioria dos pacientes com doença vascular renal ateromatosa e hipertensão apresenta hipertensão essencial e talvez não seja beneficiada pela correção do distúrbio. O subgrupo selecionado ......

Ver Índice

21/10/2014

Revisões Internacionais

Hipertensão – Gary L. Schwartz

...te), um rim inexplicavelmente pequeno e a assimetria do tamanho renal (> 1,5 cm). As manifestações da nefropatia isquêmica são atribuíveis à existência de uma doença arterial renal bilateral hemodinamicamente significativa. A doença arterial renal aterosclerótica bilateral é responsável por um número pequeno (todavia crescente) de casos de DRET em pacientes idosos. Existem vários testes de ......

Ver Índice

18/09/2014

Revisões

Insuficiência Cardíaca

...io que permite o aumento do trabalho cardíaco (lei de Starling para o coração). Pós-carga. A força contra a qual o músculo cardíaco se contrai corresponde à resistência ou à impedância vascular periférica. Pode ser avaliada pela equação de Laplace: tensão parietal é o produto da pressão pelo raio da cavidade. Contratilidade. A capacidade intrínseca do músculocardíaco de gerar força e encurtar su......

Ver Índice

07/01/2015

Revisões

Bradiarritmias

... o nó AV, por bloqueio infranodal no feixe de His ou em ambos os ramos, ou por drogas. Pode ocorrer QRS alargado com ritmo de escape juncional, desde que haja doença de ramo, gerando configuração de bloqueio de ramo no QRS. Figura 9: BAVT com ritmo de escape juncional. Figura 10: BAVT com ritmo de escape ventricular. 5. Etiologia das Bradiarritmias A bradicardia......

Ver Índice

03/05/2010

Revisões

Envelhecimento Cardiovascular e Doenças Cardiovasculares em Idosos

...dose máxima tolerada pelo paciente sem que apareçam os efeitos colaterais da medicação. Para atingir essa dose máxima, a cada retorno ambulatorial a dose deve ser aumentada progressivamente, em especial os betabloqueadores. Os iECA estão indicados na fase inicial da doença, têm efeitos pré e pós-carga e no remodelamento miocárdico. As limitações para seu uso são insuficiência renal aguda, hiperc......

Ver Índice

27/01/2012

Revisões Internacionais

Tireoide

...eroxidase tireoidiana) podem resultar em bócio compensatório. A ativação do receptor de TSH pelo TSH causa, de modo previsível, o bócio difuso, como ocorre em várias condições, incluindo hipotireoidismo primário por tireoidite autoimune ou fármacos, adenoma pituitário secretor de TSH e resistência ao hormônio tireoidiano. O receptor de TSH pode ser estimulado de forma aberrante quando imunoglobuli......

Ver Índice

26/03/2012

Revisões Internacionais

Fibrilação atrial – Gregory F. Michaud (MD) e Roy M. John (MD, PhD)

...es of long-standing persistent atrial ?brillation ablation: a systematic review. Heart Rhythm 2010;7:835–46. 118. Rostock T, Steven D, Hoffmann B, et al. Chronic atrial ?brillation is a biatrial arrhythmia: data from catheter ablation of chronic atrial ?brillation aiming arrhythmia termination using a sequential ablation approach. Circ Arrhythm Electrophysiol 2008;1:344–53. 119. Matsuo S......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

D

...strar dexametasona 8 mg, por via oral, a cada 12 horas por 3 dias, começando 1 dia antes da administração de docetaxel. t Câncer de próstata metastático (refratário a hormônio): docetaxel 75 mg/ m2, por infusão intravenosa, por 1 hora a cada 3 semanas, seguido por uso contínuo de prednisona 5 mg, por via oral, a cada 12 horas. Administrar dexametasona 8 mg, por via oral, em 12 horas, 3 ......

Ver Índice

25/05/2012

Revisões Internacionais

Abordagem dos envenenamentos e das dosagens excessivas de medicamentos

...ralisia neuromuscular Hipertermia maligna É um distúrbio congênito da função das células musculares, iniciado comumente por certos anestésicos (p. ex., halotano) ou succinilcolina; causa grave rigidez muscular e acidose irresponsiva à paralisia neuromuscular; o tratamento é com dantrolene (2 a 5 mg/kg, IV)182 Síndrome serotoninérgica Associada com o uso de potencializadores da sero......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal