Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 16" obteve 1599 resultados.

Página:  de 160

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ta da amostra Resultado Classificação do caso Até 28 dias IgM + Acompanhar – recém-nascido (RN) suspeito de SRC IgM – Realizar pesquisa de IgG IgG + Gestante não suscetível IgG – Colher 2ª amostra entre 4ª e 6ª semanas (29 a 42 dias) após o contato 2ª amostra IgM + Acompanhar RN suspeito de SRC IgM – Vacinar após o parto Entre 29 ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

..., sendo sua principal medida de controle. Esquema básico: uma dose da vacina tríplice viral (sarampo, Rubéola e caxumba), aos 12 meses de idade, e uma 2a dose, entre 4 a 6 anos de idade. Em situação com alto risco de infeccao (na notificação de casos suspeitos de Rubéola e na suspeita de surtos), a vacinação de bloqueio deve ser realizada envolvendo o grupo de 6 meses a 39 anos de idade, seletivam......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...atamento e encerrar o caso Lavar com água e sabão Iniciar imediatamente o tratamento com soro3 e 5 doses de vacina nos dias 0, 3, 7, 14 e 28 1. É preciso sempre avaliar os hábitos e cuidados recebidos pelo cão e gato. Podem ser dispensadas do tratamento as pessoas agredidas por cão ou gato que, com certeza, não têm risco de contrair a infecção rábica. Por exemplo, animais que vivem dentro do......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

...sitológico canino não será obrigatória em áreas com transmissão esporádica, moderada ou intensa. ANEXO 1 – Coleta e Conservação de Material para Diagnóstico da Leishmaniose Visceral Humana e Canina Tipo de diagnóstico Tipo de material Quantidade Método Recipiente Armazenamento/conservação Transporte Sorológico (humano ou canino) Sangue 5-10 ml (mínimo 2 ml......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

... precoce do comprometimento neural. Para tanto, os profissionais de saúde e pacientes devem ser orientados para uma atitude de vigilância do potencial incapacitante da hanseníase. Tal procedimento deve ter em vista o tratamento adequado para cada caso e a prevenção de futuras deformidades. Essas atividades não devem ser dissociadas do tratamento quimioterápico, estando integradas na rotina dos ser......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

...ultados laboratoriais conclusivos quanto à infecção por vírus de influenza sazonal, OU · Indivíduo sintomático com clínica compatível de influenza A (H1N1) OU que evoluiu para óbito decorrente de infecção respiratória aguda indeterminada E que tenha vínculo epidemiológico (de tempo, local ou exposição) com outro caso provável ou confirmado (suspeito, segundo OMS) de infecção por A (H1N1). ......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...etos de uso pessoal. • Evitar tocar olhos, nariz ou boca. • Lavar as mãos freqüentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir ou espirrar. • Permanecer em quarto exclusivo • Manter o ambiente ventilado • Evitar contato próximo com pessoas. Importante: Recomenda-se que a unidade básica de saúde ao qual o paciente em isolamento domiciliar esteja vinculad......

Ver Índice

10/09/2009

Biblioteca Livre

5 Vigilância Epidemiológica

... área onde haja transmissão de malária, no período de 8 a 30 dias antes dos primeiros sintomas. Área não-endêmica: toda pessoa que apresente quadro de paroxismo febril com os seguintes sintomas: calafrios, tremores, cansaço, mialgia e que seja procedente de área de transmissão malárica, 8 a 30 dias antes dos primeiros sintomas. b) Confirmado por critério clínico laboratorial Todo caso suspei......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Glossário

...cessivos, após a cura. RECORRENTE: estado patológico que evolui através de recaídas sucessivas. No caso da malária, recorrência significa recaída na infecção malárica depois de 24 semanas posteriores ao ataque primário. RECRUDESCÊNCIA: exacerbação das manifestações clínicas ou anatômicas de um processo mórbido. No caso da malária, recrudescência é a recaída na infecção malárica nas primeiras 8 s......

Ver Índice

31/03/2011

Biblioteca Livre

9. Sistema de Informação

...pitalar, esta unidade deverá notificar este paciente. Após alta hospitalar, a unidade de saúde para a qual o paciente foi transferido para acompanhamento de tratamento ambulatorial deverá notificá-lo novamente, ainda que seja a mesma unidade que o transferiu para o hospital. A rotina adotada, nessa situação, é a mesma adotada quando o paciente efetuou mais de uma transferência durante o mesmo trat......

Ver Índice

Página:  de 160

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal