Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Poliartralgia" obteve 12 resultados.

Página:  de 2

30/05/2010

Revisões

Artrites Infecciosas Agudas

...m adultos, a principal bactéria responsável é o Staphylococcus aureus (até 70%), seguido por Streptococcus sp (25%) (incluindo S. pneumoniae, estreptococos beta-hemolíticos dos grupos A e B, S. viridans), bacilos Gram-negativos (11%-32%) e anaeróbios (2%) (tabela 2). Em crianças, as bactérias mais comuns, conforme a faixa etária são: · neonatos – Staphylococcus aureus, estreptococos,......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Artrites Infecciosas Agudas

...imento cutâneo: algumas lesões cutâneas também podem ser bastante relevantes para o diagnóstico diferencial das poliartrites agudas e crônicas (tabela 10). Tabela 10: Principais lesões cutâneas características de algumas doenças com sintomas poliarticulares Doença Lesões Cutâneas Artrite gonocócica Vésico-pustulares ou pápulas hemorrágicas Endocardite bacteriana P......

Ver Índice

03/06/2011

Casos Clínicos

Artrite gonocócica

... diferenciais de artrite séptica não gonocócica e artrite gotosa, assim como a tríade de artrite, tenossinovite e dermatite. O diagnóstico provável é de artrite gonocócica. Artrite gonocócica A Neisseria gonorrhoeae é um coco Gram-negativo associado sobretudo a uretrites e cervicites, sendo mais comum a manifestação clínica em homens. Sua transmissão é principalmente por meio do ato sexual e ......

Ver Índice

04/07/2010

Revisões

Artrite Reumatoide

... desvios e subluxação das cabeças das MTF em direção à região plantar, a inflamação ocasiona modificação no sistema natural de transmissão de força entre as articulações, causando distúrbios da marcha. Outra alteração encontrada é a compressão do nervo tibial posterior, configurando a síndrome do túnel do tarso. 8. Articulação temporomandibular O acometimento é relativamente frequente. Pod......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...F – 2002 Rubéola CID-10: B06 DESCRIÇÃO DA RUBÉOLA Doença exantemática viral aguda, caracterizada por exantema máculo-papular, que se inicia na face, couro cabeludo e pescoço, espalhando-se para o tronco e membros (Figura 1). Apresenta febre baixa e linfodenopatia generalizada, principalmente subocciptal, pós-auricular e cervical posterior, geralmente precedendo o exantema, em 5 a 10 dias......

Ver Índice

27/01/2014

Revisões

Artrite séptica

...não gonocócicas também incluem fungos e micobactérias, e são consideradas as formas mais destrutivas de artrite aguda. A presença de pacientes com edema articular em emergências é frequente, e o diagnóstico diferencial é amplo e sempre um desafio. A demora para estabelecer o tratamento ou o tratamento inadequado podem causar destruição articular. É p......

Ver Índice

22/09/2008

Revisões

Infecções Osteo-articulares Crônicas

...erva-se elevação do teor protéico do líquido, com celularidade geralmente entre 10.000 e 20.000 leucócitos/mm3. O diagnóstico definitivo da TB ósteo-articular depende, portanto, do isolamento do agente e/ou de achados característicos de biópsia. Usualmente, nos casos suspeitos de TB articular, está indicada a realização de biópsia do tecido sinovial para avaliação histopatológica e cu......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... da gestação que pode resultar em aborto, natimorto, malformações congênitas (cardiopatias, surdez, catarata). Agente Etiológico Vírus RNA, gênero Rubivirus, família Togaviridae. Reservatório O homem. Modo de Transmissão Direto, pelo contato com secreções nasofaríngeas de pessoas infectadas. Período de Incubação De 14 a 21 dias, com duração média de 17 dias, podendo variar de 1......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...pos maternos detectados por ensaio imunoenzimático, a partir do nascimento; quando, por qualquer motivo, os resultados do exame sorológico do recém-nascido não estiverem disponíveis e os dados clínicos forem insuficientes para confirmar o caso pela clínica. Medidas de Controle · Redução da circulação do vírus da rubéola mediante alcance e manutenção de altas coberturas vacinais em criança......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...e: predomina no inverno. 3. Epidemiologia: transmissão de pessoa a pessoa por meio do piolho corporal Pediculus humanus. 4. Manifestações clínicas: febre alta, calafrios, mialgia, cefaléia, exantema maculopapular (concentrado nas axilas) que se torna petequial e finalmente em lesão hipercrômica amarronzada. Face e região palmoplantar não são acometidas. Em formas graves, observa-se ins......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal