FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola e Sindrome da Rubeola Congenita" obteve 36 resultados.

Página:  de 4

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...esultados do exame sorológico Quadro 26. Rubéola pós-natal (exceto gestante) Coleta da amostra Resultado Classificação do caso Até 28 dias IgM + Confirmar o caso IgM – Descartar o caso Após 28 dias IgM + Confirmar o caso IgM – Embora não se possa afirmar que não houve infecção recente, descartar o caso Quadro 27. Rubéola em gestante sintomá......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...rido ao feto vai diminuindo com o tempo, desaparecendo por volta do 6o mês, a persistência dos níveis de anticorpos IgG no sangue do RN é altamente sugestiva de infeccao intrauterina. A investigação laboratorial de casos suspeitos de SRC se faz colhendo uma amostra de sangue do RN para realização dos testes sorológicos logo após o nascimento, quando há suspeita ou confirmação de infeccao materna ......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...igilância em Saúde Departamento de Vigilância Epidemiológica Brasília / DF – 2007 Síndrome da Rubéola Congênita CID 10: P35.0 CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS E EPIDEMIOLÓGICAS Descrição A síndrome da rubéola congênita (SRC) constitui importante complicação da infecção pelo vírus da rubéola durante a gestação, principalmente no primeiro trimestre, podendo comprometer o desenvolvimento do feto......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...co B, conjugadas com polissacarídeos capsulares do meningococo C e adsorvidos em gel de hidróxido de alumínio, tendo o tiomersal como conservante. t Agite suavemente o conteúdo do frasco antes de extrair cada dose, para assegurar correta homogeneidade. t Manter sob refrigeração, entre 2 e 8ºC, ao abrigo da luz. Evitar congelamento. Vacina Meningocócica C (Conjugada) Rogério Hoefler ......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...os. 8. Precauções: pacientes hospitalizados devem ser isolados (isolamento de contato e respiratório); contactantes de risco devem ser isolados de 8 a 21 dias após início do exantema no paciente-índice; pacientes que receberam VZIG devem permanecer isolados por 28 dias. Figura 5: Varicela DENGUE 1. Agente etiológico: vírus RNA pertencente ao grupo B dos arbovírus, família Fl......

Ver Índice

01/02/2010

Revisões

Icterícia

...ologia. Exemplo: hepatite A em crianças e adolescentes e câncer de vias biliares em pacientes idosos. · Profissão: exposição a infecções virais (hepatites B e C e HIV), como ocorre com médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos de laboratório e estudantes da área de saúde, ou a tóxicos. · Procedência/viagens: o paciente pode proceder, ter residido ou viajado para regiões endêmicas de es......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

..., et al: Progressive rubella panencephalitis: late onset after congenital rubella. N Engl J Med 292:990, 1975 31. Control and prevention of rubella: evaluation and management of suspected outbreaks, rubella in pregnant women, and surveillance for congenital rubella syndrome. MMWR Recomm Rep 50(RR12):1, 2001 32. Revised ACIP recommendation for avoiding pregnancy after receiving a rubell......

Ver Índice

04/10/2016

Revisões Internacionais

Distúrbios Leucocitários Não Malignos

...inada. Usualmente, o diagnóstico é feito pela demonstração da presença de células dendríticas, de eosinófilos e de células gigantes em espécimes de biópsia; a microscopia eletrônica e a imunocoloração podem ser úteis para classificações posteriores. Às vezes, é desnecessário fazer tratamento local de HCL; nos casos em que o tratamento for inevitável, os métodos curativos mais comuns são cirurgia ......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...NCUBAÇÃO De 14 a 21 dias, com duração média de 17 dias, podendo variar de 12 a 23 dias. PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE DA RUBÉOLA De 5 a 7 dias antes do início do exantema e de 5 a 7 dias após. DIAGNÓSTICO DA RUBÉOLA É clínico, laboratorial e epidemiológico. Leucopenia é um achado freqüente. O diagnóstico sorológico pode ser realizado através da detecção de anticorpos IgM específicos par......

Ver Índice

30/10/2012

Revisões

toxoplasmose

...b-aguda, como citomegalovírus, infecção por vírus Epstein-Baar (mononucleose infecciosa), infecção aguda pelo HIV, infecção aguda pelo T.cruzi, linfoma, sífilis, doença da “arranhadura do gato”, tuberculose, sarcoidose e metástases de neoplasia maligna. A forma ocular deve ser diferenciada das outras uveítes de etiologia não infecciosa ou infecciosa, como: · sífilis; · citomega......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal