FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Vacinas e Vacinacao" obteve 140 resultados.

Página:  de 14

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...ular profunda ou subcutânea. Profilaxia em crianças Susceptíveis após exposição ao sarampo t maiores de 1 ano: 0,5 mL, por via intramuscular profunda ou subcutânea, em até 72 horas após o contato. Surto de caxumba t 1 a 4 anos: deve-se administrar uma dose da vacina, o mais rápido possível, em todas as crianças desta faixa etária que tiverem recebido a primeira dose da vacina. Administra......

Ver Índice

29/05/2014

Revisões Internacionais

Recomendações de saúde para viajantes internacionais

... perdas de DEET resultantes da absorção dérmica e evaporação, foi desenvolvida por militares e é disponibilizada nos Estados Unidos como Ultrathon (3M). A absorção do DEET pela pele pode causar reações adversas, como dermatite, reações alérgicas e neurotoxicidade. Uma potencial toxicidade pode ser evitada com soluções de DEET a 30 a 35% e seguindo as instruções de seu uso. O repelente deve ser a......

Ver Índice

04/04/2010

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Vacina contra Influenza

...o de medicamentos ou de doenças (inclusive asplenia e infecção pelo HIV, assintomática ou não, independentemente do estado imunológico). CONTRA-INDICAÇÕES1,2,5,386 • Reação adversa grave a dose anterior da vacina (anafilaxia, choque, colapso, convulsão não-febril, encefalite, encefalopatia). • Hipersensibilidade a ovos, proteína de aves ou a qualquer outro componente da vacina (os ......

Ver Índice

16/09/2015

Biblioteca Livre

Vacinas e toxóides

...zido de: Formulário Terapêutico Nacional 2010: Rename 2010 [Link Livre para o Documento Original] Série B. Textos Básicos de Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos Brasília / DF – 2010 7.2 Vacinas e toxoides Rogério Hoefler A imunidade ativa pode ser adquirida naturalment......

Ver Índice

16/09/2015

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Vacinas e toxóides

...das (ver monografia, página 1044). Hepatite B – o risco de desenvolver hepatite B depende muito da política de vacinas do país, sendo recomendada pela OMS esta vacina para todas as crianças. A vacinação seletiva de crianças em países com grande endemicidade de hepatite B reduz a ocorrência do estado de portador crônico. A vacinação universal de crianças reduz o risco de hepatite aguda, estado de......

Ver Índice

04/04/2010

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Vacina de Vírus Vivos Atenuados de Febre Amarela

...ndo a vacinação ser evitada durante o tratamento. Recomenda-se um intervalo de 3 meses a 1 ano entre o encerramento da terapia com ciclosporina e a vacinação. Por isso, quando possível, a vacina deve ser administrada 2 a 4 semanas antes do início do tratamento com ciclosporina. • Citostáticos alquilantes e antimetabólitos: devido à imunossupressão, aumentam o risco de infecção pelo vírus da ......

Ver Índice

31/03/2015

Revisões Internacionais

Zoonoses Virais

... levam à morte. A infecção pelo vírus da raiva em seres humanos se torna uniformemente fatal após a manifestação dos sintomas. Diagnóstico. A raiva deve ser considerada diante da observação dos sinais clássicos de hidrofobia, aerofobia e comportamento excitado ou diante de qualquer caso de encefalite ou mielite de etiologia desconhecida, mesmo na ausência de história de exposição. O LCS mostra el......

Ver Índice

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 4 – Sistema de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-vacinais

...pessoal médico e de enfermagem esteja treinado em relação às condutas para tratamento do choque anafilático. A rapidez do tratamento é fundamental, devendo ser feito no local do primeiro atendimento, pelo menos inicialmente: • adrenalina, 0,01ml/kg, via subcutânea (em caso de choque intramuscular) até 3 vezes, com intervalos de 20 minutos, se necessário; • prometazina, 0,5-1mg/kg, ......

Ver Índice

14/05/2013

Manual de prevenção e controle de infecções para hospitais

Pacientes pediátricos e neonatais

...cção adquirida no canal de parto, e apresentam uma alta taxa de mortalidade. Os fatores de risco associados a ITSs nos neonatos incluem prematuridade, baixo peso no nascimento, ruptura precoce de membranas e infecção bacteriana ou febre na mãe,14 bem como a presença de um CVC. As práticas bundled (grupos de medidas preventivas) para reduzir ISCCs em adultos e crianças também são aplicadas nos recé......

Ver Índice

14/05/2013

Manual de prevenção e controle de infecções para hospitais

Pacientes pediátricos e neonatais

...re o coto umbilical variam, e existem vários procedimentos que são eficazes na redução do risco de infecções. Em geral, enquanto o coto está saudável, ele deve ser mantido limpo e seco se possível. Os recém-nascidos devem ser lavados com esponjas em vez de serem submersos em uma banheira de água para ajudar a manter o coto limpo e seco.17 Além disso, antissépticos, como o triple dye, podem reduzir......

Ver Índice

Página:  de 14

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal