FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "4 o Tratamento do Paciente Com Tuberculose" obteve 340 resultados.

Página:  de 34

31/03/2011

Biblioteca Livre

4. O Tratamento do Paciente com Tuberculose

...as ou sem escarro para realizar exames e os casos de tuberculose extrapulmonar que forem encaminhados de volta às Unidades Básicas de Saúde de origem, deverão ser acompanhados nesta unidade até a alta. 4.2. A ADESÃO AO TRATAMENTO: O PAPEL DO TRATAMENTO SUPERVISIONADO – ESTRATÉGIA DOTS/TDS Antes de iniciar a quimioterapia, é necessário orientar o paciente quanto ao tratamento. Para isso, deve-......

Ver Índice

28/04/2014

Revisões

Doenças pulmonares parenquimatosas difusas

...os pacientes. A osteoporose é comum em pacientes que utilizam cronicamente corticoide, sendo importante o uso preventivo de cálcio, vitamina D e, de forma eventual, bifosfonados ou outros inibidores da reabsorção óssea. Também se deve efetuar o manejo sintomático do cor pulmonale secundário à pneumopatia com diuréticos, eventualmente digitálicos e raramente sangria terapêutica. A terapia com fárma......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Tuberculose

...amento, e possíveis efeitos adversos dos medicamentos. Principal estratégia do novo modelo de atenção ao paciente com Tuberculose, o DOTS, Estratégia de Tratamento Diretamente Observado, e fator essencial para se promover o real e efetivo controle da Tuberculose. A estratégia DOTS visa o aumento da adesão dos pacientes, maior descoberta das fontes de infecção (pacientes pulmonares bacilíferos), e ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Tuberculose

...2RHZ/7RH Regime Fármacos e doses em mg Faixa de peso Unidades/dose Meses 2RHZ Fase intensiva R/H/Z Até 20 kg 20 a 35 kg 36 a 50 kg > 50 kg 10/10/35 mg/kg peso 300/200/1.000 mg/dia 450/300/1.500 mg/dia 600/400/2.000 mg/dia 2 7RH Fase de manutenção R/H Até 20 kg 20 a 35 kg 36 a 50 kg > 50 kg 10/10 mg/kg/dia 300/200 mg/......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Meningites

...naqueles países onde a população está sujeita à desnutrição e condições precárias de habitação. Com relação à faixa etária, o risco de adoecimento é elevado nos primeiros anos de vida e muito baixo na idade escolar, voltando a se elevar na adolescência e início da idade adulta. Os indivíduos HIV (+) também têm maior risco de adoecimento. A meningite viral tem distribuição universal e potencial de......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...amento de incapacidades físicas – todos os casos de hanseníase, independentemente da forma clínica, deverão ser avaliados quanto ao grau de incapacidade no momento do diagnóstico e, no mínimo, uma vez por ano, inclusive na alta por cura. Toda atenção deve ser dada ao diagnóstico precoce do comprometimento neural. Para tanto, os profissionais de saúde e pacientes devem ser orientados para uma atitu......

Ver Índice

31/03/2011

Biblioteca Livre

9. Sistema de Informação

... Informação de Agravos de Notificação (SINAN) é a principal fonte de dados do sistema de informação epidemiológica da tuberculose nos níveis federal, estadual e municipal. Sua regulamentação está presente nas Normas Operacionais Básicas do Sistema Único de Saúde (NOB – SUS 1/96, de 6/11/96, e NOAS – SUS Portaria n.º 95/GM/MS, de 26/1/2001), onde são definidas as atribuições das três esferas de gov......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

F

...100 a 150 mg/kg/dia, por via oral, divididos em 4 doses diárias, durante 10 semanas. Meningite criptocócica t 400 mg/dia, por via oral ou intravenosa, no dia 1, então 200 mg/dia, até o máximo de 400 mg/dia; tratar por 10 a 12 semana após cultura negativa no LCR. Meningite criptocócica (tratamento em pacientes com HIV) t 400 mg/dia, por via oral ou intravenosa, no dia 1, então 200 mg/dia,......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Hemoptise e Hemorragia Alveolar

... agudas (AIP), entre outras. Histologicamente, apresenta-se como edema intersticial e alveolar difuso, com acúmulo subsequente de material proteináceo e formação de membrana hialina, resultando num desarranjo estrutural difuso, com lesão da membrana alveolocapilar e consequente extravasamento de hemácias. A terceira forma de apresentação, geralmente chamada de hemorragia branda ou leve, tem como ......

Ver Índice

22/11/2008

Revisões

Hematúria

...etas) na região da junção ureteropiélica (JUP) esquerda. Observa-se também pequena dilatação da pelve renal à montante. O paciente foi submetido a ressecção cirúrgica da lesão, que se mostrou um carcinoma de células transicionais invasivo, o tipo histológico mais comum de tumor urotelial. Figura 4: Estenose de junção ureteropiélica (JUP) esquerda. A foto mostra detalhe de tomografia computado......

Ver Índice

Página:  de 34

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal