FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Controle Usual de Pressao Arterial e Relacao Com Doenca Arterial Periferica e Risco Vascular" obteve 31 resultados.

Página:  de 4

16/03/2016

Artigos

Controle usual de pressão arterial e relação com doença arterial periférica e risco vascular

...cida têm um risco aumentado de uma série de outros eventos vasculares, incluindo doença renal crônica, doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca, fibrilação atrial e AVC. Referências Emdin CA et al. Usual blood pressure, peripheral arterial disease, and vascular risk: cohort study of 4.2 million adults. BMJ 2015;351:h4865. Controle usual de pressão arterial e relação com doença art......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...iana dos Santos Na Rename 2010: item 12 Apresentação t Comprimido 50 mg. t Solução oral 1 mg/mL e 10 mg/mL Indicações t Profilaxia e tratamento de deficiência de piridoxina. t Prevenção de neurite periférica induzida por fármacos (isoniazida, penicilamina). t Anemia sideroblástica. Contraindicação t Hipersensibilidade à piridoxina ou a qualquer componente da formulação......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

A

...istêmicas t Dose teste inicial 1 mg, por infusão intravenosa durante 20 a 30 minutos, junto com antipirético, anti-histamínico ou hidrocortisona 50 a 100 mg, por via intravenosa, 30 a 60 minutos antes da administração da dose plena. Dose de 0,25 a 1,5 mg/kg, em infusão intravenosa contínua, a cada 24 horas; ou 1,0 a 1,5 mg/kg, em infusão intravenosa durante 4 a 6 horas, em dias alternados. As......

Ver Índice

23/03/2012

Revisões Internacionais

Reabilitação de pacientes geriátricos – Stephanie A. Studenski / Cynthia J. Brown / Susan E. Hardy

...idato, administrado pela manhã e ao meio-dia, pode reduzir a apatia e aumentar a motivação no início da reabilitação pós-AVC. O efeito produzido por este fármaco tem início rápido [Tabela 3]. Tabela 3. Terapia farmacológica para a depressão pós-AVC Classe farmacológica Nome do fármaco Dose inicial (mg) Dose de manutenção (mg) Evidência de estudo controlado no AVC E......

Ver Índice

02/04/2013

Revisões Internacionais

Doenças pulmonares intersticiais e fibróticas – Lake D. Morrison, Paul W. Noble

...O2 em relação à fração de oxigênio inspirado inferior a 200; opacidades bilaterais difusas na análise de imagens do tórax; e pressão de oclusão arterial pulmonar abaixo de 18 cm H2O.1,148 Análise de imagens As radiografias torácicas muitas vezes mostram opacificações bilaterais irregulares, com preservação dos ângulos costofrênicos [Figura 22].149 À medida que a doença progride, ocorre cons......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

M

...nosa, durante 1 minuto. Seguidos, se necessário, por suplementações de 0,5 mg. Dose total máxima de 5 mg. Miastenia grave t Diagnóstico: 0,02 mg/kg, em dose única, por via intramuscular. t Tratamento: 0,5 a 2,5 mg/dose, por vias intravenosa, subcutânea ou intramuscular, a cada 1 a 3 horas. Dose máxima: 10 mg/dia. Retenção urinária pós-operatória t 500 microgramas, por via subcutânea ou ......

Ver Índice

01/09/2015

Revisões Internacionais

Transplante de Pulmão

...ismo, dependência de álcool ou vício em outra substância Contraindicações relativas Idade > 65 anos Condição médica grave e instável Insuficiência respiratória com dependência de ventilador Paciente não ambulante e com baixo potencial de reabilitação Infecção altamente virulenta ou panresistente Obesidade (IMC >30kg/m2) Osteoporose grave ou sintomática ......

Ver Índice

20/04/2009

Casos Clínicos

Angina estável

...como sendo de classe I (fortemente indicado) para pacientes em que se suspeita de causa cardíaca para dor torácica. A radiografia de tórax pode auxiliar na diferenciação com outras causas de dor torácica como fraturas de costelas e pneumotórax entre outras, sendo considerado como de classe I para pacientes com suspeita de doença coronariana e sinais e sintomas sugestivos de insuficiên......

Ver Índice

06/06/2010

Revisões

Doença Renal Crônica

... Assim como na hipertensão, o tratamento da dislipidemia pode ter benefício no retardo da progressão da DRC. No entanto, não há evidências clínicas significativas para o emprego de medidas terapêuticas diferentes daquelas utilizadas nos pacientes não portadores de DRC. Em breve, o estudo Lipid lowering Onset of Renal Disease (LORD) será publicado para tentar responder esta questão. DRC e Risc......

Ver Índice

08/02/2010

Casos Clínicos

delirium

...eus custos anuais nos EUA superam os US$ 8 bilhões. Cerca de 25% dos pacientes têm história prévia de quadro demencial e 40% dos pacientes com síndromes demenciais, quando internados, apresentam delirium, sendo este, portanto, o principal fator de risco para seu aparecimento. Outros fatores incluem: · sexo masculino; · idade maior que 65 anos; · doenças concomitantes grav......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal