FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Minimizacao de Custos" obteve 12 resultados.

Página:  de 2

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...ação de sistemas para identificação e investigação de surtos. A criação de procedimentos formais que orientem o reconhecimento de surtos e que descrevam ações corretivas é extremamente relevante. Os surtos infecciosos podem ocorrer dentro das organizações de assistência à saúde ou na comunidade. Em qualquer dessas alternativas, logo após uma suspeita, é necessário comunicar e investigar os surtos.......

Ver Índice

04/04/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Autonomia Médica x Uso de Padronização – Em busca do equilíbrio com foco na segurança do paciente

...as e terapêuticas no contexto da assistência em saúde. A necessidade de padronização vem de encontro a conceitos relacionados à forma como o ser humano erra, e quais os mecanismos que podem ser utilizados para evitar esse erro. Um deles é a criação de padrões e situações “à prova de erro”, seja pelo uso de guidelines ou protocolos. Entretanto, a figura central dessa ação, o médico, tem como um do......

Ver Índice

04/04/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Autonomia Médica x Uso de Padronização – Em busca do equilíbrio com foco na segurança do paciente

...sso de decisão de forma isolada pode ser difícil em situações de alto risco. Em atividades humanas de alto risco como usinas nucleares ou na indústria da aviação, manuais de operação padronizados e programas de gerenciamento de risco reduzem a independência dos operadores. Isso não é algo negativo, pelo contrário, pois diminui a chance de erro em situações que podem ser críticas nessas atividades.......

Ver Índice

04/04/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Autonomia Médica x Uso de Padronização – Em busca do equilíbrio com foco na segurança do paciente

...umentos nem sempre segue essa lógica. O que faz sentido é que uma decisão mais racional será tomada segundo um padrão, quando a informação for julgada perfeita pelo médico. Destacamos e reforçamos o fato de que cada ser humano é um indivíduo único, e que isso permite peculiaridades mesmo em doenças freqüentes. Entretanto, o uso de padrões principalmente em situações rotineiras ou simples, dá marge......

Ver Índice

04/06/2009

Biblioteca Livre

Falha de Tratamento e Terapia de Resgate no HIV

...a queda da carga viral menor que 0,5 log na avaliação de seis a oito semanas, queda da carga viral menor que 1 log na avaliação de 14 a 16 semanas, aumento da carga viral maior ou igual a 2 log em qualquer momento e aumento da carga viral maior que 1 log em pacientes que obtiveram resposta inicial. Os pacientes que obtiveram queda inicial de 1 log e conservaram essa resposta foram mantidos em trat......

Ver Índice

28/09/2012

Revisões Internacionais

Doenças do pâncreas – Shailendra Chauhan, Chris E. Forsmark

...lico Álcool metílico Veneno de escorpião Inseticidas à base de organofosfatos Fármacos Azatioprina e 6-mercaptopurina Pentamidina Didanosina Sulfonamidas Ácido valproico Diuréticos tiazídicos Aminossalicilatos Outros Infecções Virais (caxumba, rubéola, vírus Coxsackie B, citomegalovírus, HIV) ......

Ver Índice

18/10/2012

Revisões Internacionais

Esclerodermia e doenças correlatas – George Moxley

... ou fibrose intersticial) representa a causa mais comum de morte associada à esclerodermia.37 O envolvimento gastrintestinal não parece afetar a mortalidade, porém certamente contribui para a morbidade.4 Fasciite eosinofílica A fasciite eosinofílica pode ser superficialmente parecida com a esclerodermia. É caracterizada por dor, inchaço e sensibilidade nos membros, com subsequente in......

Ver Índice

05/06/2013

Revisões Internacionais

Insuficiência renal crônica e diálise – Raghu V. Durvasula – Jonathan Himmelfarb

...a raça em si, o peso baixo ao nascimento continua sendo 2 vezes mais prevalente entre os afro-americanos do que entre os brancos10 e pode atuar como fator de risco contribuidor para o desenvolvimento de DRC. Gênero A progressão da doença em muitas formas de DRC é acelerada nos homens, em comparação ao observado nas mulheres.11 Foram postulados alguns fatores contribuidores para as diferenças......

Ver Índice

28/07/2014

Revisões Internacionais

Hiperplasia benigna da próstata – Michael J. Barry

...Kuntz R: Current role of lasers in the treatment of benign prostatic hyperplasia (BPH). Eur Urol 49:961, 2006 76. Djavan B, Seitz C, Roehrborn C, et al: Targeted transurethral microwave ther­motherapy versus alpha-blockade in benign prostatic hyperplasia: outcomes at 18 months. Urology 57:66, 2001 77. Mattiasson A, Wagrell L, Schelin S, et al: Five-year follow-up of feedback microwave ......

Ver Índice

26/09/2013

Revisões Internacionais

Complicações do diabetes melito – Samuel Dagogo-Jack

...is GL. The importance of blood pressure control in the patient with diabetes. Am J Med 2004;116:30S. 172.UK Prospective Diabetes Study Group. Tight blood pres­sure control and risk of macrovascular and microvascular complications in type 2 diabetes: UKPDS 38. BMJ 1998;317: 703. 173.Estacio RO, Jeffers BW, Gifford N, et al. Effect of blood pressure control on diabetic microvascular complicati......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.