Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 34 resultados.

Página:  de 4

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... secreção nasofaríngea (SNF). Nesse caso, colher uma amostra em cada narina e outra da orofaringe. Características Epidemiológicas Em 2002, ocorreram 1.480 casos de Rubéola no Brasil, o que corresponde a um decréscimo de 95%, quando comparado à incidência de 1997. As taxas de incidência no sexo feminino, em 2002, ficaram em 1/100.000 mulheres tanto na faixa etária de 15 a 19, como de 20 a 29 ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... (cardiopatias, surdez, catarata). Agente Etiológico Vírus RNA, gênero Rubivirus, família Togaviridae. Reservatório O homem. Modo de Transmissão Direto, pelo contato com secreções nasofaríngeas de pessoas infectadas. Período de Incubação De 14 a 21 dias, com duração média de 17 dias, podendo variar de 12 a 23 dias. Período de Transmissibilidade De 5 a 7 dias antes do iníci......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

... uma prevalência de anticorpos para rubéola de 68,5%, o que significa que há um contingente de mulheres em idade fértil expostas ao risco de contrair a rubéola no curso da gestação, isso porque a ocorrência da doença em adolescentes e adultos favorece o surgimento da SRC, que se caracteriza pela sua gravidade, com ocorrência de óbitos e seqüelas. OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMOLÓGICA Evitar a......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

... de controle pertinentes; • obter informações detalhadas e uniformes, para todos os casos, possibilitando a comparação dos dados e a análise adequada da situação epidemiológica da doença; • confirmar ou descartar o caso, conforme os critérios estabelecidos. O instrumento de coleta de dados – ficha epidemiológica específica de SRC – disponível no Sinan contém os elementos essenciais......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

...15 Uma vacina com vírus vivo de caxumba teve o uso aprovado nos Estados Unidos, em 1967. O uso dessa vacina foi facilitado pela subsequente incorporação das vacinas contra sarampo e rubéola (measles, mumps and rubella – MMR). Desde a disseminação do uso dessa vacina, o número de casos de caxumba sofreu uma queda de mais de 99,5% (de 185.691 casos registrados em 1968 para 906 casos, em 1995).16 A......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...r Souza, Emília Pereira, Regina Carneiro e Clívia de Oliveira Carneiro. LESÕES ELEMENTARES Figura 1: Acromia. Figura 2: Hipocromia. Figura 3: Hipercromia. Figura 4: Eritema. Figura 5: Pápulas. Figura 6: Nódulo. Figura 7: Verrucosidade. Figura 8: Vegetação. Figura 9: Vesículas. Figura 10: Bolhas. Figura 1......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...rmanecer assintomático ou com sequelas cardíacas. 5. Diagnóstico: o diagnóstico é clínico. A American Heart Association (AHA) estabelece 4 de 5 critérios clínicos ou 3, na presença de coronarite, associado a febre por mais de 5 dias: · conjuntivite não-exsudativa; · alteração de lábios e mucosa oral; · edema e eritema palmoplantar, com descamação; · exantema polim......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

... Vigilância epidemiológica. In: Rouquayrol MZ. Epidemiologia e saúde. 4ª ed. Medsi; 1994. p. 21-441. Foratini OP. Ecologia, epidemiologia e sociedade. São Paulo: Edusp; 1992. p. 464-509. Foratini OP. Epidemiologia geral. São Paulo: Edusp; 1976. Fossaert DH, Lopis A, Tigre CH. Sistemas de vigilância epidemiológica. Bol Ofic Sanit Panamer 1974;76:512-525. Franke D, Llanos Cuentas A, Echevarria J......

Ver Índice

21/02/2013

Revisões

Disacusia

...fétida associada à perda auditiva lembra casos de otite média crônica colesteatomatosa (Tabela 167.1). Quadros de PA associados a otorreia e otalgia, principalmente quando ocorre mobilização do pavilhão auricular, são comuns em casos de otite externa. História de banhos de imersão, hábitos de limpeza e manipulação traumática do CAE estão frequentemente associados ao início do quadro. Tabela 16......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

... crianças de 5 a 9 anos, sendo uma doença benigna e com baixa letalidade, atingindo também adolescentes e adultos. OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Identificar precocemente a circulação do vírus nas populações, visando a adoção das medidas de controle pertinentes (imunização), com o propósito de evitar a ocorrência de novos casos de síndrome da rubéola congênita. NOTIFICAÇÃO Doença......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal