Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 33 resultados.

Página:  de 4

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

...AÇÃO Na SRC, não há período de incubação definido. PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE DA RUBÉOLA CONGÊNITA Lactentes com SRC podem eliminar vírus através das secreções nasofaríngeas e da urina por um ano ou mais. DIAGNÓSTICO DA RUBÉOLA CONGÊNITA É clínico, epidemiológico e laboratorial. a) Diagnóstico na gestante: na gestante sintomática, uma coleta após o início do exantema. Se o res......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... Departamento de Vigilância Epidemiológica 8ª edição revista BRASÍLIA / DF – 2010 Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita CID 10: B06 e CID 10: P35.0 RUBÉOLA Aspectos Clínicos E Epidemiológicos Descrição Doenca exantemática viral aguda, caracterizada por febre baixa e exantema maculopapular, que se inicia na face, couro cabeludo e pescoço, espalhando-se para tronco e membros. Este......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...imático (ELISA) para detecção de anticorpos específicos IgM e IgG e/ou pela identificação do vírus a partir de secreção nasofaríngea e urina, até o 7o dia do início do exantema. A coleta de sangue deve ser feita logo no primeiro contato com caso suspeito. Aquelas coletadas após 28 dias são consideradas tardias, mas, mesmo assim, devem ser aproveitadas e encaminhadas ao laboratório de referencia es......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...itivo, cardiopatias, malformações oculares). Proteção Individual para Evitar Circulação Viral É necessário realizar o isolamento dos contatos do recém-nascido, uma vez que o vírus pode estar presente em fluidos corporais (secreção nasofaríngea e urina). A infecção pode ser transmitida aos susceptíveis, sendo importante a vacinação dos profissionais de saúde e contactantes. É importante evitar......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

...cias definitivas de um papel causal. Tratamento A maioria das infecções pelo parvovírus não requer terapia específica. No caso dos pacientes submetidos à imunossupressão, a suspensão da terapia imunossupressora pode acelerar a recuperação. Um pool de imunoglobulinas humanas contém anticorpos antiparvovírus B19 e tem sido utilizado no tratamento de infecções persistentes e de exposições aguda......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...o Figura 48: Foliculite. Figura 49: Furúnculo. Gonorreia Figura 50: Gonorreia. Hanseníase Figura 51: Hanseníase indeterminada: mancha hipocrômica. Figura 52: Hanseníase tuberculóide. Figura 53: Hanseníase virchowiana: lesões infiltradas de tamanhos variados, tronco e membros. Figura 54: Hanseníase dimorfa: placas com bordas eritemo-infiltrad......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

..., que desaparecem em torno de 12 a 18 horas. Por volta deste período e ainda nas primeiras 24 horas, surge exantema maculopapular de face, pescoço, braços e parte superior de tórax; após, dorso, abdome, membros superiores e coxas. Atinge os pés em torno do 2º a 3º dia. Observa-se aumento de linfonodos mandibulares e região cervical posterior. Crianças pequenas frequentemente apresentam complicaçõe......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

... Nacional de Vigilância Sanitária. Curso básico de controle de infecção hospitalar. Brasília: Anvisa; 2000. Albert LA. Repercusiones del uso de plaguicidas sobre ambiente y salud. In: Centro Panamericano de Ecologia Humana y Salud. Plaguicidas, salud y ambiente. México: Inireb; 1982. p.49-59. Alcala H, Olive JM, De Quadros C. Síndrome de Guillain-Barré: o diagnóstico da pólio e outras paralisias......

Ver Índice

21/02/2013

Revisões

Disacusia

...periores – IVAS Otite média crônica colesteatomatosa Crescimento de epitélio escamoso na orelha média Perda auditiva, otorreia fétida contínua, indolor Possibilidade de envolvimento e erosão da cadeia ossicular, mastoide e CAE Otoscopia: graus variáveis de destruição das estruturas da orelha média; o epitélio pode ser visível Tumor do glomo jugular Paragangliomas benigno......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...aboratorial positivo para IgM; 2) vínculo epidemiológico a caso confirmado laboratorialmente no período de 12 a 23 dias do aparecimento dos sintomas; 3) clínico: quando houver suspeita clínica, sem investigação epidemiológica e sem coleta de sangue para sorologia; 4) falta de acompanhamento: caso suspeito sem realização ou conclusão de investigação epidemiológica e exames laboratoriais. Descar......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal