FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 34 resultados.

Página:  de 4

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... da pesquisa de IgM. É importante ressaltar que resultados não reagentes para IgM não descartam a possibilidade de infeccao recente pelo vírus da Rubéola. Não está indicada, na rotina do pré-natal, a realização de pesquisa sorológica para Rubéola em gestantes que não apresentam sintomas da doenca. Interpretação dos resultados do exame sorológico Quadro 26. Rubéola pós-natal (exceto gestante) ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...esença de anticorpos maternos em declínio. Identificação do Vírus Pode ser realizada a partir de secreções nasais, sangue, urina e líquor com inoculação em cultura celular. A coleta desse material devera ser realizada sempre que o resultado sorológico indicar a presença de anticorpos IgM para Rubéola. Diagnóstico Diferencial Com outras infecções congênitas: parvovírus B19, toxoplasmose, ......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

...a exposição. Considera-se infecção recente por rubéola, resultado IgM positivo em qualquer das amostras ou IgG positivo somente na 2ª amostra. b) Diagnóstico SRC: a sorologia é realizada através da detecção de IgM no recém-nascido ou pelo acompanhamento dos níveis de IgG durante tempo mais prolongado (alguns meses até 2 anos de idade). O achado de níveis de IgG estáveis ou elevados confirmam o......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...la via transplacentária, após a viremia materna. Período de Transmissibilidade Recém-nascidos com SRC podem excretar o vírus da rubéola nas secreções nasofaríngeas, sangue, urina e fezes por longos períodos. O vírus pode ser encontrado em 80% das crianças no primeiro mês de vida; 62% do primeiro ao quarto mês; 33% do quinto ao oitavo mês; 11% entre nove e doze meses e apenas 3% no segundo ano......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

...s e as encefalopatias são complicações raras. Testes laboratoriais Os anticorpos IgM específicos para o parvovírus geralmente aparecem em 3 dias, após o desenvolvimento dos sintomas. Esses anticorpos persistem durante várias semanas e, então, declinam rapidamente. Os anticorpos IgG, por outro lado, duram vários anos. O DNA viral também pode ser detectado no sangue, tecidos e secreções. A de......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...81: Pitiríase versicolor. Figura 82: Pitiríase versicolor. Rubéola Figura 83: Rubéola. Figura 84: Rubéola. Sarampo Figura 85: Sarampo. Figura 86: Sarampo. Sífilis Figura 87: Sífilis elegante de Fournier. Figura 88: Sífilis. Figura 89: Sífilis palmo-plantar. Figura 90: Sífilis congênita: nariz em sela. Fig......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...tema no paciente-índice; pacientes que receberam VZIG devem permanecer isolados por 28 dias. Figura 5: Varicela DENGUE 1. Agente etiológico: vírus RNA pertencente ao grupo B dos arbovírus, família Flaviviridae, gênero Flavivirus. Compreende 4 sorotipos DEN1, DEN2, DEN3, DEN4. O mais importante vetor é o Aedes aegypti, sobretudo nas Américas. 2. Sazonalidade: acompanha estação c......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

...n Offset nº 67. Fenner F, Henderson DA et al. Smallpox and its eradication. Geneva: WHO; 1988. Ferreira AW. Imunodiagnóstico de la malária. In: Organización PanAmericana de la Salud. Diagnóstico de malária. Washington: OPS, 1988. p. 512. Fischman A. Vigilância epidemiológica. In: Rouquayrol MZ. Epidemiologia e saúde. 4ª ed. Medsi; 1994. p. 21-441. Foratini OP. Ecologia, epidemiologia e socieda......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...IgG ocorre, geralmente, após o desaparecimento do exantema, alcançando pico máximo entre 10 e 20 dias, permanecendo detectáveis por toda a vida. São utilizadas as seguintes técnicas: inibição da hemaglutinação, que apesar do baixo custo e simples execução, seu uso vem sendo substituído por outras técnicas mais sensíveis, como aglutinação do látex, imunofluorescência, hemaglutinação passiva, ensaio......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Sífilis / Sífilis Congênita

...irida A sífilis é uma doença infecto-contagiosa, sistêmica, de evolução crônica, com manifestações cutâneas temporárias, provocadas por uma espiroqueta. A evolução da sífilis é dividida em recente e tardia. A transmissão da sífilis adquirida é sexual e na área gênito-anal, na quase totalidade dos casos. Na sífilis congênita, há infecção fetal via hematogênica, em geral a partir do 4º mês de gravi......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal