FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Transfusão de plaquetas em hemorragia cerebral associada com antiplaquetário

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 10/08/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Antiplaquetários como a aspirina e clopidogrel muitas vezes são usados no tratamento ou prevenção de doença cerebrovascular. Entretanto são medicações que são associadas a um pequeno risco de sangramento intracraniano (12 eventos a cada 10.000 pessoas). O tratamento desses sangramentos pode envolver transfusão de plaquetas, o que pode reduzir morte ou dependência, reduzindo a extensão da hemorragia. A seguir, estudo cujo objetivo foi investigar se a transfusão de plaquetas com o tratamento padrão, em comparação com o tratamento padrão por si só, rudez morte ou dependência após hemorragia intracerebral foi associado ao uso de terapia antiplaquetária.

 

O Estudo

Este foi um estudo multicêntrico randomizado, realizado em 60 hospitais da Holanda, Reino Unido e França. Foram incluídos adultos com até 6h de início de sintomas relacionados à hemorragia intracerebral supratentorial, desde que o paciente tivesse usado terapia antiplaquetária durante pelo menos 7 dias antes do episódio e tivesse uma pontuação na Escala de Coma de Glasgow de pelo menos 8. Com o uso de um sistema seguro baseado na Web que escondia a alocação e usando randomização, os colaboradores do estudo aleatoriamente designaram os participantes (1: 1; estratificada por hospital e tipo de terapia antiplaquetária) para receber tratamento padrão ou tratamento padrão com transfusão de plaquetas no prazo de 90 min do diagnóstico a partir de imagens do cérebro. Os participantes e os investigadores locais que fizeram as intervenções não foram mascarados para alocação do tratamento, mas a alocação foi ocultada dos avaliadores de resultados e investigadores que analisaram os dados. O desfecho primário foi morte ou dependência avaliada na escala de Rankin modificada (MRS) em 3 meses, e analisados por meio de regressão logística, ajustada para as variáveis de estratificação e o índice de hemorragia intracerebral.

Entre 04 de fevereiro de 2009 e 08 de outubro de 2015, 41 locais inscreveram 190 participantes, sendo que 97 participantes foram aleatoriamente designados para transfusão de plaquetas e 93 ao tratamento padrão. As probabilidades de morte ou dependência em 3 meses foram maiores no grupo de transfusão de plaquetas do que no grupo tratamento padrão (OR 2,05;  IC95%: 1,18 – 3,56; p = 0,0114). Um total de 40 (42%) participantes que receberam transfusão de plaquetas teve um evento adverso grave durante a sua permanência no hospital, assim como 28 (29%) que receberam o tratamento padrão, 23 (24%) participantes do grupo de transfusão de plaquetas e 16 (17%) do grupo de tratamento padrão morreram durante a internação.

 

Aplicações Práticas

Por este ótimo estudo randomizado, verifica-se que nos casos de sangramento intracraniano associado à terapia antiplaquetária, a transfusão de plaquetas parece inferior ao tratamento padrão para controle da hemorragia. Pelo resultado deste estudo, não se deve recomendar transfusão de plaquetas como tratamento nestes pacientes, independente do que possa estar descrito em qualquer diretriz.

 

Referências

Baharoglu MI et al. Platelet transfusion versus standard care after acute stroke due to spontaneous cerebral haemorrhage associated with antiplatelet therapy (PATCH): A randomised, open-label, phase 3 trial. Lancet 2016 May 10; [e-pub]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal