FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Hiperprolactinemia" obteve 43 resultados.

Página:  de 5

21/03/2014

Revisões

hiperprolactinemia

...ais e Sintomas A hiperprolactinemia persistente interrompe a secreção pulsátil do hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH), inibindo a liberação do hormônio luteinizante (LH) e do hormônio folículo-estimulante (FSH), prejudicando, assim, a produção de esteroides gonadais. A hiperprolactinemia, na mulher, causa galactorreia em 80% dos casos. Quando se investiga causas de amenorreia secundária,......

Ver Índice

28/01/2014

Revisões Internacionais

Hipófise – Shlomo Melmed

...fletindo a perda da retroalimentação negativa pelos esteroides sexuais periféricos. O hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH) hipotalâmico regula a secreção tanto de LH como FSH. O GnRH, controlado por retroalimentação positiva pelos estrogênios periféricos, é secretado em pulsos a cada 60 a 120 minutos e regula os complexos ciclos reprodutivos. As activinas também induzem gonadotrofinas, enq......

Ver Índice

Aulas

Hiperprolactinemia

...Dra Diane Belchior discorre sobre a hiperprolactinemia.......

Conteúdo em vídeo

29/01/2010

Casos Clínicos

Hiperprolactinemia

...ntes) e vômitos (5%) são os mais comuns, mas tendem a ser transitórios, embora possam recorrer com o aumento da dosagem. Cefaleia, fadiga, hipotensão postural, obstrução nasal e tonturas também são relatados. Náuseas, tonturas e efeitos hipotensores discretos são decorrentes da rápida absorção da droga e o aumento paulatino da dose pode diminuir estes efeitos. Piora de quadros depressivos também p......

Ver Índice

18/05/2009

Revisões

Tumores e Nódulos Hipofisários

...hipertireoidismo. Com a reposição do hormônio tireoidiano, há normalização do tamanho da hipófise. Figura 2: Hiperplasia hipofisária associada a hipotireoidismo primário. A B Paciente do sexo feminino, com 17 anos de idade, apresenta-se com amenorreia secundária e galactorreia. Os níveis de prolactina eram de 91 ng/mL e o TSH de 660 mU/L, com T4 livre <......

Ver Índice

26/04/2009

Revisões

Amenorréia

...ana. O cariótipo é necessário para o diagnóstico diferencial. Níveis elevados de FSH e cariótipo alterado (45X; 46XY; mosaico) indicam o diagnóstico das formas de disgenesia gonadal. Quando o cariótipo for normal (46XX), além das outras causas de insuficiência ovariana, é preciso considerar o diagnóstico de deficiência de 17-alfa-hidroxilase, que, embora rara, traz risco de morte quando não diagno......

Ver Índice

24/11/2014

Remédios

Bromocriptina

...dica; úlcera péptica. Avaliar riscos x Benefícios idoso; diminuição da função renal; demência; diminuição da função hepática; história de infarto do miocárdio. Reações mais comuns (sem incidência definida): Sistema nervoso central: dor de cabeça; fadiga; tontura. Gastrintestinal: falta de apetite; náusea; vômito; constipação. Cardiovascular: queda de pressão arterial. Atenção com......

Ver Índice

09/05/2010

Revisões

Síndrome dos Ovários Policísticos

...DL < 130 mol/L; · pressão arterial = 130/85 mmHg; · glicemia = 90 mol/L; · circunferência abdominal = 88 cm. Mesmo que, na grande maioria das vezes, as pacientes mais novas com síndrome dos ovários policísticos mantenham pressão arterial normal, elas cursam com pressão arterial muito lábil durante o dia. No período de perimenopausa, essas pacientes apresentam hipertensão a......

Ver Índice

19/01/2009

Revisões

Hirsutismo e Virilização

...prejudicada e as pacientes não apresentam síndrome perdedora de sal nem genitália ambígua ao nascimento, só vindo a manifestar o hiperandrogenismo após a puberdade. O diagnóstico hormonal de HAC é feito com a dosagem da 17aOHP basal e após estímulo com ACTH. Segundo a maioria dos autores, valores basais inferiores a 2 ng/mL excluem o diagnóstico, enquanto valores superiores a 5 ng/mL o confirmam.......

Ver Índice

19/12/2010

17 Medicamentos que Atuam Sobre os Sistemas Endócrino e Reprodutor

Cabergolina

...EITOS ADVERSOS2,5,6 • Mais freqüentes: constipação, náuseas, vertigens, cefaléia, sonolência, depressão e fadiga. • Menos freqüentes: ansiedade, insônia, confusão, hipotensão ortostática, arritmias, desordens valvulares, edema periférico, crises de calor, astenia, prurido, dismenorréia, dor abdominal, dispepsia, xerostomia, diarréia, flatulência, parestesia, rinite. INTERAÇÕES MEDI......

Ver Índice

Página:  de 5

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal