FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Doenca Coronaria Cronica Estavel" obteve 27 resultados.

Página:  de 3

Aulas

Doença coronária crônica estável

...doença coronária crônica estável......

Conteúdo em vídeo

04/06/2013

Revisões Internacionais

Angina estável crônica – Richard A. Lange – L. David Hillis

...ovenosa de material de contraste radiográfico apresenta um nível de resolução suficiente para visualização do lúmen arterial coronariano. Em comparação com a angiografia convencional, a TC helicoidal tem sensibilidade de 85%, especificidade de 90%, valor preditivo positivo de 91% e valor preditivo negativo de 83% para a determinação de DAC clinicamente significativa.19 Como a TC cardíaca não forne......

Ver Índice

30/10/2013

Revisões

Doença Arterial Coronariana Crônica

...s e a tolerância às atividades físicas e, em alguns subgrupos, aumentar a sobrevida e reduzir a taxa de novos eventos cardíacos. O seu efeito benéfico é proporcional à quantidade de miocárdio revascularizado. A cirurgia de revascularização miocárdica é indicada nos seguintes casos: •Estenose maior ou igual a 50% em tronco de coronária esquerda. •Estenoses proximais nos três vasos principais em p......

Ver Índice

06/08/2010

Revisões

Doença Arterial Coronariana Crônica – Definição, Diagnóstico e Estratificação de Risco

...a arterial coronariana uniarterial; tracejado grosso = doença arterial coronariana biarterial; tracejado fino = doença arterial coronariana triarterial. Avaliação de Miocardiopatia Isquêmica e Disfunção Ventricular Secundária à Isquemia Como a insuficiência cardíaca (IC) e a disfunção ventricular são marcadores de mau prognóstico em pacientes com doença arterial coronariana, sempre que esta a......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...intramuscular profunda ou intravenosa, administrado durante 2 a 4 minutos, dividido a cada 12 ou 24 horas, ou por via intravenosa em infusão contínua. Em infecções graves, até 80 mg/kg/dia. Doses de 50 mg/kg ou mais devem ser admnistradas somente por via intravenosa em infusão contínua. Dose máxima diária: 2 g. Tratamento empírico de meningites t 100 mg/kg/dia, por via intravenosa, dividido......

Ver Índice

16/06/2017

Revisões Internacionais

Biomarcadores Cardiovasculares

...iation. Circulation 2010;121:e46–215. 86. Lloyd-Jones DM, Larson MG, Beiser A, Levy D. Lifetime risk of developing coronary heart disease. Lancet 1999;353:89–92. 87. Go AS, Mozaffarian D, Roger VL, et al. Heart disease and stroke statistics—2013 update: a report from the American Heart Association. Circulation 2013;127:e6–245. 88. Adams JE 3rd, Bodor GS, Davila-Rom......

Ver Índice

25/08/2015

Revisões Internacionais

Doenças da Aorta

...tipo A (classificação de Stanford). As dissecções envolvendo a aorta descendente são classificadas como tipo B. A classificação de DeBakey subdivide as dissecções aórticas em tipo I, envolvendo toda a aorta; tipo II envolvendo apenas a aorta ascendente; e tipo III, preservando a aorta ascendente e o arco aórtico. As dissecções aórticas Tipo A identificam uma coorte de pacientes com risco elevado d......

Ver Índice

20/04/2009

Casos Clínicos

Angina estável

...mg ee comprimidos de 50 e 100 mg. Monitorização Monitorização de frequencia cardiaca e pressão arterial. Classificação na gravidez · Propranolol: Classe C · Atenolol: Classe D · Metoprolol: Classe C Interações medicamentosas Cuidados com o uso concomitante de amiodarona, bloqueadores de canais de cálcio, digitálicos e propafenona, devido ao potencial ......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

F

...e sinais e sintomas. t Galamina e quetiapina: têm sua efetividade diminuída pela dexametasona. t Talidomida: aumento do risco de desenvolvimento de necrólise epidérmica tóxica. O uso da combinação com talidomida pode ser útil no tratamento de mieloma refratário, contudo, até que um esquema posológico seguro seja determinado, o uso de dexametasona com talidomida para o tratamento de mielomas rece......

Ver Índice

27/01/2016

Revisões

Insuficiência cardíaca descompensada aguda

...cárdicas. Na verdade, as mais comuns comorbidades que contribuem para desenvolvimento de ICAD são isquemia do miocárdio, hipertensão mal controlada, ou início ou piora de controle de fibrilação atrial. Deve-se considerar ainda que cada vez mais pacientes apresentam resistência ao uso de diuréticos e síndrome cardiorrenal, que complicam significativamente o manejo da IC. Disfunção renal é agora rec......

Ver Índice

Página:  de 3

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal